segunda-feira, 2 de junho de 2008

a múSIca dos AfecTOs ...o sentIR dos fetos


... a múSIca dos AfecTOs ...
(2ª parte)

Os sons são importantes na vida intra-uterina:

traduzem-se inicialmente numa comunicação da mãe

(das "vibrações" emocionais e dos pensamentos)

para o bebê.

Os sons sensibilizam o bebé desde a gestação, já que o meio ambiente do feto é rico em estimulação acústica proveniente do interior e do exterior do corpo da mãe. Este estímulo vibro-acústico (que se propaga pelo "oceano uterino", ou seja pelo líquido amniótico) tem sido estudado já há algum tempo, e é considerado como o estímulo mais potente, capaz de induzir mudanças na motilidade fetal e na frequência dos batimentos cardíacos do feto.
A este propósito, Bicudo(2005)** enuncia os estudos de Feijo* efectuados nesta área: observaram-se as consequências da associação de um trecho musical apresentado durante doze minutos com relaxamento materno profundo. Esse mesmo trecho foi tocado em intervalos diferentes durante a gravidez. Constatou-se que o feto respondia muito mais cedo a esta estimulação familiar e interpretou-se essa reacção como uma antecipação do estado de conforto induzido pela estimulação materna.

*J. Feijo. Le fetus, pp.192-209.
**Bicudo, Maria Lúcia P.W. , (2005) : “A importância do som, da palavra e da voz na harmonização do ser”. São Paulo, Ed. Altana. Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo
table cellspacing="0" cellpadding="0" border="0" bgcolor="#ffffff">Click to play this Smilebox invite: Public IdadesCreate your own invite - Powered by SmileboxMake a Smilebox invite

calculadora da gravidez